Páginas

segunda-feira, agosto 09, 2010

O Porquê do palavrão.

 

 

            PROIBI~1

Sei que muitas coisas sobre mim, ainda não foram reveladas aqui neste blog, mas neste post vou revelar mais uma novidade a meu respeito.

Quando paro pra pensar se existe algo em mim que eu gostaria de mudar, a primeira coisa que vem a minha cabeça é o meu vocabulário em seguida o meu temperamentomas, mas isso eu já estou mudando.

Sempre fui muito desbocada, e isso não me agrada. Daí vem a pergunta: Então porquê você faz? Comecei a falar palavrão reproduzindo em casa o que houvia na rua, poucas vezes fui repreendida por isso pois quem me ouvia(geralmente meus pais) sabia que eu estava reproduzindo um diálogo de alguém. Quando menos percebi o palavrão se tornou uma vírgula da minha fala.

Não tenho hábito de usar palavrão para xingamento, mas sim como interjeição, o que miniminiza um pouco, mas não me isenta do título de mal educada.

Felizmente eu consigo me controlar e não falo palavrão em certos ambientes, mas em ocasiões em que me sinto muito avontade, ou quando estou com muita raiva, logo sai algum(s)...meu marido odeia isso em mim!

A verdade é que fui criada com muito palavrão,mamãe quase não ,mas papai e toda sua família, esses sim, falam palavrão a medida que salivam.Cresci ouvindo palavrão e quando criança se eu repetia, levava uma bronca e ouvia a seguinte frase: eu posso falar palavrão porque sou adulta, você não!Sabe aquele ditado: faça o que mando e não o que eu faço! Então... vem daí. Não sei se essa foi a razão pra eu banalizar o palavrão e começar a fazer uso, mas a verdade é que sou adulta falo palavrão aos montes e não acho bonito.

Já fiz um juramento de parar de falar, é muito difícil,sei disso, ainda mais quando a raiva vem, palavrão chega a ser terapêutico,solto tudo e todos em cima de quem quer que seja até do papa se for preciso, mas depois me sinto um lixo.

Encaro a línguagem como roupa, cada ambiente pede um tipo diferente, mas palavrão...não se encaixa em nenhum, é forçar muito a barra, sem falar que existem pessoas que se ofendem profundamente quando conversam com alguém que não tem compostura pra falar. No meu caso,dependendo das circunstâncias, você percebe esse meu lado negro depois de uma certa intimidade, mas cedo ou tarde vai acabar conhecendo.

É de bom tom perceber que não posso obrigar as pessoas a ouvirem certas coisas só porque não tenho o vocabulário polido, o ouvido delas não é pinico, sei disso! Não quero criar meus filhos assim, não concordo com tirania, do tipo manda quem pode e obedece quem tem juízo. Quero ser bom exemplo para meus filhos,  fazendo o que eu quero que eles façam. Se eu não quero meus filhos falando palavrão , então eu não devo falar, se não quero que eles bebam então eu também não devo beber, é assim que funciona, Já conversei sobre isso com jackson e ele concorda comigo.

Não abro esse meu lado pra qualquer um, quando digo as pessoas que não é o momento certo de eu engravidar, muitos pensam  que é por instabilidade finaceira, ou porque quero curtir mais o casamento. Deixo eles pensarem, mas a verdade mesmo é que quero melhorar como pessoa, mudar certos hábitos, ser mais paciente, mais segura de mim pois meus filhos merecem a melhor mãe do mundo e eu quero ser essa mãe pra eles, eu mereço ser.

 

Beijos!!!

SYL!!!:)

6 comentários:

Adrianna disse...

Amiga tá certinha, e eu pensei muito nisso tbm antes de pensar em egravidar, não q eu e marido temos nos tornado as melhores pessoas do mundo, mais marido cresceu falando palavrão tbm, e tenho sofrido para faze-lo mudar, axo que com a chegada da baby ele muda mais um pouquinho rsrs!

Ich Hausfrau disse...

oi flor, o primeiro passo é reconhecer que vc precisar mudar esse hábito... todo mundo fala palavrão num momento ou outro, mas deixar isso ser uma constante toda hora num dá... é desagradavel mesmo... parabéns pela iniciativa.... bjos
Ich, Hausfrau
www.ich-hausfrau.com.br

Cαh disse...

Oii Pamela!
Nossa, fiquei super feliz com o seu comentário! Igual criança quando recebe um doce.
Eu realmente fico muito realizada em saber que os meu textos doidos agrada e faz sorrir alguém!
Obrigado!

Ps.: Quando eu era adolescente (como se eu fosse um poço de velhice) os palavrões eram 99% do meu vocabulário. Hoje em dia é muito defícil eu dizer um (só miserável, infeliz e por ai vai, esses ainda falo) e o pior é que não sei como e quando mudei. hehe

Eliene Vila Nova disse...

Oi Syl minha amiga,
jamais te esqueço,estás no meu coração.
afial quem mais te chama assim heim?rsrs
é que estava com uma net muito ruim e só passava nãoconseguia comentar,fiquei arrasada quando você teve que doaro cachorrinho,se morasse perto teria pedido ele pra mim.
parabéns pelo niver de dois anos do blog,o tempo passa rápido né?
eque linda vocêde dama de vermelho,arrasou.
e menina falo um palavrão de vez em quando,mas algo light,rsrs
uma semana abençoado
te adoro
e vem sim no Pará, que vamos tomar muito açaí e tacacá,rsrs
beijos

Karen disse...

Isso mesmo amiga, parabéns pela iniciativa de querer ser uma pessoa melhor!
Bom fds!

Ich Hausfrau disse...

oiê... ó, seguinte: bom findi semana! bjos
Ich, Hausfrau
www.ich-hausfrau.com.br