Páginas

terça-feira, março 24, 2009

O dom da caridade

 

 

LaSolitude_w

 

Momento de reflexão…

Hoje fui ao banco para sacar dinheiro, enquanto estava no caixa eletrônico, uma senhora me abordou pedindo pelo amor de Deus uma ajuda para que ela pudesse buscar o seu coquetel em um posto de saúde em um bairro bem distante. Eu disse que não poderia ajudá-la pois estava com dinheiro contado, e isso é verdade!

O fato é que o seu rosto não me sai do pensamento, seus olhos, depois que saí do banco e entrei no carro eu voltei meus olhos para dentro da agência e a vi, lá de dentro, olhando pra mim, ô dó!

A sua aparência pálida e franzina, o seus olhos fundos, que olhos!De puro desengano, a sua voz bem fraquinha e suas vestes parcas…meus Deus!

Não sei se fiz bem, podia ter doado algum dinheiro, sei lá um real que fosse, agora quero dormir e não consigo…o que eu faço? Vou orar por ela e pedir pra que Deus coloque alguém em seu caminho que faça por ela o que eu tive oportunidade de fazer e não fiz.

SYL!!! :/

Um comentário:

Elaine disse...

Olá!
Muitas vezes isso acontece com a gente, né? Depois ficamos assim, com o sentimento de que poderíamos ter feito algo. E o pior é que poderíamos mesmo...
Fica o aprendizado para outra ocasião. Ela surgirá, com certeza e daí você poderá fazer a diferença...
Fique com Deus.