Páginas

sexta-feira, agosto 12, 2011

Conflito de religiões ou imposição de opiniões?

Tenho vivido um dilema. Não é novidade aqui no blog que sou evangélica desde 2009 e pertenço à igreja Batista. Confesso que nunca tomei atitude tão acertada em minha vida quanto a minha conversão,até então, eu não sabia o que era ter paz de espírito, nem ser feliz com tão pouco, ou quase nada.

Na minha família não há evangélicos. Por parte de mãe, são todos fervorosamente católicos,tirando minha mãe que escuta Padre Marcelo pela manhã e rádio espírita à noite #comofaz, e por parte de pai, todos tico tico no fubá,tirando meu pai, que é de umbanda. Daí já deu pra ver como vai terminar o post,né? Bora então…

Embora esteja escrito na bíblia Ide pregai o evangelho,  eu nunca concordei em empurrar minha religião goela abaixo dos outros, pois existem muitas maneiras de evangelizar, posso começar por respeitar o livre arbítrio do próximo. Então, aqui em casa, só ouço os louvores da igreja no MP3, não falo da bíblia, nem criticos as inúmeras imagens que tem aqui em casa, muito menos as práticas da religião do meu pai, e nem assim…sou menos criticada.

Quando decidi por me converter,naturalmente meu comportamento foi mudando devagar, em Outubro, eu farei três anos de convertida,estou infinitamente mais paciente e alegre, não falo mais palavrão e olha que eu era desbocada à beça e oro antes das refeições, não reclamo da vida, e não falo e nem critico as pessoas como antes eu fazia, intolerância era meu nome.

Só um estante, não quero aqui dizer que virei santa e perfeita, não é isso! Muito menos dizer que sou melhor que os outros, mas existe em mim uma necessidade de melhorar meu comportamento, puramente por amor e obediência a Deus. Existe uma grande diferença entre ser crente e ser cristão, que isso fique claro! E por opção minha, escolhi ser uma crente cristã. Basta!

Nunca pensei que a minha escolha traria incomodo pra minha família, mesmo sendo eu discreta,sinto que incomodo,sabe?

Na última segunda feira aconteceu aqui em casa uma célula, que nada mais é do que um grupo  de amigos da igreja que se reúnem na casa de alguém uma vez por semana para ler a bíblia, este encontro dura no máximo uma hora e meia e mesmo que você participe do grupo, não é obrigado a abrir as portas da sua casa, mas caso queira…foi o que fiz, pedi PERMISSÃO ao meu pai, lembre-se dessa palavra PERMISSÃO, para realizar a célula aqui em casa, para o meu espanto, ele permitiu, daí então comuniquei meu interesse em abrir a minha casa para os líderes da célula e para o pastor,  e quando disse ao meu pai que a célúla aconteceria na segunda feira seguinte, começou o meu tormento.

Para resumir o assunto, a família ficou toda contra mim e minha mãe me acusou de estar afrontando meu pai, como assim? Eu pedi antes e ele permitiu. Minhas irmãs que nem religião tem, não acreditam em nada e nem em ninguém pararam de falar comigo, alegando que a casa não era minha e que eu não tinha o direito de impor minha vontade aqui em casa.

Foi uma semana dura e fria que não tinha razão de ser. Lamentável! Mesmo com o coração partido,levei a célula até o fim, não achei justo desmarcar,só porque meu pai resolveu mudar de idéia, ainda mais que ninguém me pediu nada, eu ofereci minha casa com a PERMISSÂO dos meus pais, por isso decidi levar adiante e não me arrependi. É lógico que outra dessa infelizmente nunca mais. Vou aguardar em Deus, é o melhor que tenho a fazer e pedir a papai do céu para me dar muita sabedoria e paciência para levar meus dias com harmonia visto que tudo de eu faço tem encomodado, até quando fico sozinha em meu quarto lendo a bíblia, sempre sobra piadas,sabe? Enfim…cá estou, firme e forte! Ninguém disse que seria fácil. Não há de ser nada. Deus é o meu conforto.

E vocês, acharam que sairiam ilesos depois de um postão desses?Jamais! Ó Nós aqui!

DSC01703

É de lei um lanchinho depois do estudo! Servidos?

Bem queridos por hora é só!

Fiquem com Deus! Beijo nas crianças!

SYL!!! Alegre

6 comentários:

Dany disse...

Pan, acredito em Deus, mas não tenho nenhuma religião. Mas eu tenho uma opinião que formei devido às muitas coisas que já presenciei: religião traz confusão. Desculpe-me pela minha opinião. O problema é que todo mundo acha que a sua religião é a única verdadeira e essa crença na verdade absoluta gera intolerância. É por isso que não frequento nada.
Beijos e bom final de semana!

Panmela disse...

Respeito sim, Dany a sua opinião e de certa forma , vc tem razão!
Abraços e obrigada pelo comentário!

*Cris Bachmann* disse...

Olá querida,
Sei exatamente o que vc está querendo passar com esse post,realmente religião gera muito polêmica mas o que vc pretende levar a sua família é Jesus Cristo e não uma religião por isso acho que vc deve continuar orando por eles e através do seu testemunho e transformação eles se achegarão também a Deus ,sei que as vezes é um pouco difícil (já passei por isso) mas continue firme na sua fé (nem Jesus agradou a todos néh)e quando vc menos esperar o milagre acontece.
Bjusssssssssssssssss

Dri Viaro disse...

saudades

bjs

Dri Viaro disse...

Boa tarde amiga ;)

beijos

Ich, Hausfrau disse...

Oi Panm... menina, tá difícil colocar as visitas em dia, mas cá estou eu! quero agradecer o carinho com a gente lá no blog com o nascimento da Luisa.. bjoks