Páginas

quarta-feira, julho 14, 2010

Coração de luto

Com certeza este último domingo, dia 11 foi o dia mais triste desde que nos casamos. Dia em que perdemos Nestor... o famoso Nestor!

Nestor entrou em nossas vidas em um momento de muita euforia, tinhamos sete meses de casados e queriamos um filhote. Escolhemos a raça Basset Hound por ser a raça predileta de Jackson, foi amor a primeira vista!

Eu confeço, nunca fui a dona do tipo felícia, que aperta, abraça, come e dorme com o animal, mas mesmo com toda a minha distância, eu sentia que Nestor era diferente. Era a primeira vez que me vi limpando fezes de um animal, era a primeira vez que me vi brincando, fazendo carinho, pegando no colo, me preocupando de verdade.

Nestor foi crescendo, e com ele o seu latido, a reclamação dos vizinhos e também o preço do condomínio, então em Setembro do ano passado nos mudamos!

Viemos aqui pra essa casa por dois motivos, o principal era pelo Nestor, casa com quintal, ele precisava disso, em segundo, cabia todos os nossos móveis.

Nestor cresceu aqui, faz as maiores gracinhas aqui, como acabar com as minhas vassouras, o tapete da porta da cozinha, arrancar roupa do varal, (eu já cheguei a lavar o mesmo lençol cinco vezes por conta disso), pedir pão na janela da cozinha e avisar pra mim quando Jackson chega do trabalho, enfim...

Pausa (choro)

Nestor precisava de mais, muito mais do que poderiamos oferecer, precisava de tempo, atenção e isso não tinhamos muito pra oferecer, passavamos a maior parte do tempo fora. A vida corrida e disgastante, sim, pois quando nos mudamos pra cá e por pensarmos  somente no bem estar do animal, esquecemos de nós e por isso hoje eu moro isolada e tenho que andar quase 25 minutos para pegar um ônibus, jackson tem chegado cada vez mais atrasado no trabalho, não tem dormido bem a noite e sempre  acorda de madrugada com Nestor se acabando de latir  por conta dos gatos da vizinhança, é pessímo! Sim por conta do estrondoso latido característico dessa raça estavamos novamente começando a ter problemas com os vizinhos.

Decidimos então doar o Nestor pra alguém que tivesse mais tempo de cuidar do que nós e assim o fizemos.

Não preciso nem contar de como estamos, o clima está péssimo, meu marido e eu choramos o dia todo, meu peito arde de tanta saudade, não desejo essa dor a ninguém, é horrível!Pela primeira vez estou me sentindo sozinha, não ouço latido algúm, hoje quando cheguei da faculdade ninguém foi me receber no portão, dói demais! (choro)

Nestor vai ficar gravado em mim o resto da minha vida, foi meu primeiro bichinho de estimação, meu de verdade. Jamais vou encontrar um cachorro com o coração tão bom, nunca levei um mordida nem de brincadeira, nunca vi nem ouvi ele rosnar nem pra mim e nem pra ninguém, era caloroso e receptivo, até demais, diga-se de passagem, com todos que vinham aqui em casa.

O meu consolo é saber que ele vai ficar bem e que certamente ganhou uma mãe muito melhor que eu. Ele merece!

Desse pequeno grande cachorro vai ficar saudade eterna e histórias que certamente contaremos aos nossos filhos do companheirinho que tivemos durante um ano, que chegou fazendo arruaça, conquistou a todos que o conheceu com seu jeito dócil e manhoso que só um basset hound tem e foi embora deixando saudades...muita saudade!

DSC00406  DSC01273

DSC00431 DSC00410

DSC00460  DSC00474

DSC00528  DSC00468

DSC00470  DSC00531

DSC00536  DSC00789

DSC00795 DSC00603

DSC00604 DSC00605 - 2

Choro!

SYL!!!:(

7 comentários:

Aldo Santos disse...

A graça e paz do SENHOR JESUS, amiga Panmela...

Como é bom achar na net mais um blog edificante que publica a palavara de DEUS! Lhe achei na UBE. Parabéns pelo blog e estou seguindo. Se quiser seguir o meu, fique à vontade. Afinal de contas temos o mesmo propósito, a palavra de DEUS.

Que o SENHOR continue lhe abençoando, querida do SENHOR.

www.oguardadeisrael.blogspot.com

Marcella disse...

Ai amiga.. nossa me cortou o coracao ler teu sofrimento.. imagino como deve estar sofrendo... mas com certeza ele esta bem onde alguem cuida bem dele e de vez em quando vai lá matar um pouco a saudade!
Bjs e fica bem!

Virginia Hortela disse...

Ah! Menina fiquei triste por você! A minha filha mais nova quando casou não pode levar o Fred(é o cachorrinho dela um york ficou conosco) pois no prédio dela não deixam ter animais e ela não poderia deixa-lo sozinho, com certeza iria estranhar a nova casa. Mais tenho certeza que vocês fizeram o que seria melhor para o Nestor e ele não vai deixar de amar vocês e sempre que puder faça uma visita a ele e dê muitos beijos e abraços para matar as saudades! Mil beijocas para você, Virginia.

Dani Neri disse...

poxa fiquei emocionada tbem! é duro mesmo nos separarmos de um animalzinho!
Força pra vc! e é como vc disse, com certeza ele está sendo bem cuidado, fique em paz!
Um gde beijo

J.J. disse...

Tá rolando sorteio lá em casa, passa lá:

http://meta62.blogspot.com/2010/07/sorteio-no-blog.html

Bjo

Nusah disse...

Q triste msmo.. Ele é mtoo lindo amiga e como vc disse um cachorro mto bom q esta com uma familia boa nE?!

Mas q é triste é... Aff

Muitos Beijos!

Lu Brasil disse...

Ow mana, acalme seu coraçãozinho. É tão triste perder um amiguinho!
Quando eu tive que dar minha Dalilla (nossa cocker) pq ela estranhava o Enzo eu chorei tanto que meu leite rareou e eu fui buscar de volta, dai convenci minha sogra a ficar com ela (imagina se morresse...) Beijos e confortinho pra vc.